Cardapios

King Crabs: Do mar gelado do Alasca direto para as mãos do chef Rogério Carneiro do Red Angus


Postada em 07/04/2013 às 16:56
Por Glaucia Balbachan











Novidade  apetitosa do Red Angus: King Crab

O maior caranguejo do planeta é tão cobiçado e atraente, que já virou série de TV por conta da difícil tarefa da pesca e captura do animal. Apesar de ser rentável, a pesca do King Crab no norte do Alasca é ariscada, onde o mar de Bering é bravo e extremamente perigoso. Muitas vezes as embarcações vão para lá e não sabem ao certo se voltam. Por temporada um pescador pode receber $50, 000. A procura por importação do crustáceo gigante fica por conta dos Estados Unidos, Japão e Europa. Embora o caranguejo não seja mais uma novidade entre os frutos do mar para os gourmets e gastrônomos, a iguaria é ainda pouco vista nos menus das cidades brasileiras. Já em São Paulo o restaurante Red Angus quebra esse paradigma e traz o crustáceo para o deleite dos paulistanos.











Salada com o crustáceo

Funcionando desde o segundo semestre de 2007 - o Red Angus é uma casa especialista em cortes diferentes de carne, priorizando e apresentando a raça Red Angus, que é mais conhecida na Europa e Argentina como uma das carnes mais saborosas do mundo. O king Crab do Alasca apareceu no espaçoso restaurante em 2008, por iniciativa do empresário e proprietário do Red Angus - Eloy Tuffi, que em suas viagens conheceu a iguaria de “patas fartas”, resolvendo importá-las do Alasca para São Paulo. Atualmente é o único estabelecimento gastronômico na cidade, que serve o caranguejo.


Além de o crustáceo gigante ganhar um festival só dele - realizado em datas pontuais (entre outubro e novembro), o king crab é um prato fixo no cardápio da casa. A iguaria sofisticada que só enaltece a casa ganhou clientes habitués no local. As mulheres são mais adeptas ao king crab, por ser carne branca, leve e saudável – com cara de prato de verão é boa opção no inverno também.

Sob o comando do chef Rogério Carneiro, o caranguejo é preparado rapidamente e segundo o chef, o cozimento é a vapor. “Preparar o king crab é simples e bem rápido. É necessário ficar de olho, porque a carne do caranguejo pode ficar meio emborrachada se ficar muito tempo no vapor”, conta o chef Rogério. Foram desenvolvidos dos molhos para acompanhar o prato que “reina” no Red Angus – o molho de manteiga e o de ervas finas - leves para não mascarar as características de sabor do prato. “Não adianta desenvolver um molho forte ou diferente para guarnecer o prato, assim o molho só vai roubar o sabor natural do king crab”, menciona O chef do Red Angus.

 

O caranguejo gigante do Red Angus

“Empratamos” por sugestão do restaurante a saborosa e leve salada de king crab – uma pata de king crab, salada verde, tomate cereja, palmito com molho de mostarda – R$ 55,90. Em seguida em apresentação impecável, a “pérola” da casa, que vive até 25 anos e que pode pesar 14 quilos na idade adulta - o colorido e suculento king crab. O prato é bonito, perfumado e farto. São três patas gigantes, que pesam meio quilo. Acompanha dois molhos leves – manteiga e ervas finas, que complementam o prato (R$135,00).

 

 

De sabor singular, a carne do king crab é suave e de textura mais macia do que a de uma lagosta o prato é servido a La carte sendo cobrados 27,00 - (100 gramas, que equivalem à meia pata). Um quilo de king crab (seis patas) custa R$ 270,00. Para harmonizar e acompanhar o prato, o maitre da casa Diego Ramirez sugere vinho branco – o francês Bourgogne Joseph Drouhin Blanc ou similar. Outra opção do mesmo produto no menu é o king crab com risoto de king crab – R$ 140,90. Para quem ainda não provou o caranguejo gigante, a exótica e apetitosa opção estará o ano todo te esperando!

 

 

Serviço: Restaurante Red Angus

Av: Henrique Schaumann, 251, Jardins – SP

Tel: ( 11) 3775-5000

http://www.restauranteredangus.com.br/

 

Fotos: Márcio Palermo – (Estúdio Pavão)

Bruno pavão – www.brunopavao.com.br

http://pavaophoto.wordpress.com