Cardapios

Avek propõem vinhos frescos com entradas atraentes para o happy hour


Postada em 12/04/2014 às 09:31
Por Glaucia Balbachan


Quando o happy hour faz jus ao nome


 

Prestes a completar um ano de vida na roda gastronômica do bairro de Pinheiros, o restaurante Avek traz gastronomia internacional suntuosa comandada pelo chef francês Alain Uzan (ex- Ville du Vin), para acompanhar os bons rótulos, que a casa de decoração contemporânea oferece.

Logo na entrada da loja - madeira no ambiente e ganchos que acomodam os rótulos de boa parte do mundo pelas paredes, entretendo os olhos de apreciadores e de quem desperta o gosto pelo vinho. Trata-se de um restaurante e loja de vinhos, na qual podem ser comprados para consumo no local ou mesmo levados para casa no mesmo valor. 

Pé direito bem alto, a casa aconchegante é dividida em três ambientes distintos, sendo a loja, o salão principal e a sala privativa para reuniões, confrarias e aulas no piso superior.

 










Branco  francês refrescante com as protagonistas do happy hour

 

Embora estejamos no período de outono, ainda é possível degustar em SP, vinhos leves e frescos em happy hour descompromissado. A responsável pelo bar à vin da casa é a sommelière Luciene Carvalho. A casa disponibiliza mais de 300 rótulos com uma mescla de países do velho e novo mundo como: Chile, Nova Zelândia, Espanha, Itália, França, Portugal e Argentina. Os valores dos vinhos podem ser encontrados na média de R$30,00 à R$ 3000,00.

O público habitué é composto por apreciadores e por curiosos do mundo do vinho. O produto é cobrado a preço de importadora, o que o torna justo e acessível.

 










O delicado robalo com espumante 100% Pinot Noir - Ninfa

 

Um dos vinhos escolhidos foi o Rosé, com a intenção de aproximá-lo do publico, por conta do mau começo que teve no Brasil. A expert Luciene conta com propriedade sobre esse tipo de vinho: “O vinho rosé é ainda muito marginalizado. A falta de qualidade desse tipo de vinho partiu da má produção. Por muitos anos a bebida era misturada com o vinho branco e tinto para fazer um rosé. E com isso, os resultados afastaram os consumidores. Depois que inventaram a técnica de produzir o vinho rosado deixando a casca por pouco tempo numa vinificação  a frio as coisas mudaram muito.  Trazendo uma finalização de cor e sabor atraentes”, explica a sommelière do Avek.

 










Os lagostins na companhia delicada do Rosé da Provence

 

Para isso, Luciene Carvalho harmonizou três rótulos bastante convenientes para o fim de tarde. Começando com o Branco refrescante Brano Muscadet Sevre – R$75,00/ Safra 2012 - acompanhado das famosas ostras frescas da casa (6 unidades) – R$ 24,00. E na sequencia o espumante português Rosé Ninfa (100% Pinot Noir da região do Tejos) – R$ 157,00 na companhia de peixe (Robalo com legumes e chip de banana da terra) – R$ 59,00. E para desmistificar a historia dos vinhos rosados – Um elegante e perfumado da região da Provence - Rosé Château De L’ Escarelle – R$ 99,00 / safra 2012, harmonizado com o vistoso Lagostim aberto com manteiga de alho – R$28,00.

 

A casa de bons rótulos abre de segunda a segunda no almoço e jantar e happy hour a partir das 17h30.

 

Boa variedade de rótulos, pratos bem executados, atmosfera agradável e bom preço. Vale a visita.

 

 

Serviço: Avek

Rua Joaquim Antunes, 48 – Pinheiros/SP

Tel: (11) 2507-5932

Valet: Almoço (grátis) - Jantar (R$20,00)

www.avek.com.br

Fotos: Bruno Pavão – www.brunopavao.com.br