Goles Viagens Novo Mundo

Conexão Uruguai: Em destaque os produtores Spinoglio e Castillo Viejo


Postada em 26/05/2020 às 19:39
Por Glaucia Balbachan


Do Piemonte para Montevideo

A história de imigração da marca Spinoglio para o Uruguai é registrada no final do século XIX. Mas foi em 1961 que os alicerces de produção ganhou forças onde atualmente a bodega é tocada por Diego Spinoglio (quarta geração), mantendo como parte do patrimônio um terreno de vinhas com mais de 120 anos de história.
A vinícola é encantadora aos olhos. Jardim, espaço para degustação, refeições com vista para natureza, festa de casamento e turismo fazem parte da experiência. A marca ainda tem projetos para um museu e espaço para eventos com barris imensos como decoração.

São quase 12 hectares plantados e 5 variedades cultivadas como: Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Tannat, Sauvignon Blanc e Chardonnay. Em degustação dois rótulos nos chamaram atenção: Tierra Alta Reserva 2016 e Toneldiez corte único.

Tierra Alta Reserva 2016

Trata-se de um blend de Merlot e Tannat com bom resultado de complexidade. É um vinho musculoso que passa 12 meses em estagio de barrica de carvalho de segundo e terceiro uso. O maior objetivo é trazer a fruta ao vinho. No nariz frutas vermelhas, equilíbrio na madeira e especiarias. No paladar é encorpado com taninos aparentes, acidez no ponto e final longo e persistente.

Já o rótulo TonelDiez Corte Único safra 2017, traz na sua composição: Tannat, Merlot e Cabernet Franc, onde o método de elaboração foi por soleira. É um vinho poderoso que traz frutas vermelhas, persistência, taninos presentes e maduros, além de final longo de fruta na boca.

Serviço: Spinoglio – Montevideo

Contato: Diego Spinoglio – Gerente geral – ([email protected])

www.bodegaspinoglio.com

Fotos: Site Empratado

(em busca de importador)

 

Castillo Viejo

Sua história começa em 1927 com a fundação da Bodega. Em sua terceira geração seus vinhos são feitos de vinhedos de clima marítimo próximo à costa marítima e a rios amplos, com solo franco-argiloso e fértil. No início a produção era de vinho de mesa, mas em 1974 as mudanças começaram para a vinificação de vinhos finos. Seus rótulos estão presentes no Brasil, Holanda, Suécia, Noruega, México, Estados Unidos e Canadá.

A bodega tem estrutura para turismo e recebe visitantes para degustações e visitas técnicas guiadas. Os vinhos são elegantes e robustos. Começamos com o CataMayor Grand Vin – safra 2014

Trata-se de elegância e potencia de mãos dadas. São 18 meses de carvalho francês de primeiro e segundo uso em um blend de Tempranillo e Tannat. É gastronômico e imponente. Nos aromas muita amora, cereja, ameixa e mirtilo. Já no paladar frutas negras, um pouco de madeira e notas defumadas. Taninos elegante e persistência.

El Preciato – safra 2016

É um vinho expressivo. Elaborado com as uvas Tannat, Merlot, Cabernet Franc, Tempranillo e Cabernet Sauvignon trazem frutas vermelhas e negras, especiarias e notas defumadas. Na boca é macio, taninos bem trabalhados, acidez equilibrada e longo final frutado. Muito bom.

Serviço: Castillo Viejo – Canelones

Contato: Mariana Anfuso – Gerente de exportação ([email protected])

www.castilloviejo.com

Importador: Pão de Açúcar

Fotos: Site Empratado

Esta wine press trip foi um convite da INAVI – Instituto Nacional de Vitivinicultura do Uruguai e pela Uruguay Wine.