Goles Viagens Novo Mundo

Vinícola Pizzorno une natureza, bons vinhos e hospedagem cordial


Postada em 05/05/2020 às 14:24
Por Glaucia Balbachan


Há 4 gerações seguidas


País de pequenas dimensões, o Uruguai apresenta aproximadamente 3 milhões de habitantes, 190 vinícolas, turismo e gastronomia de primeira além de sua beleza natural. Sua uva mais importante é a Tannat. Em direção às vinícolas, nossa primeira parada foi a Pizzorno Family Estates.



Diminuta e encantadora aos olhos, a Pizzorno é 100% familiar e seus vinhos estão presentes em países como: Austrália, Japão, França, Dinamarca, Espanha tendo como principais mercados o Brasil e os Estados Unidos.


Fundada em 1910, a marca de vinhos tem 21 hectares de vinhas próprias, que circundam toda a propriedade e se destacam na beleza local as variedades: Tannat, Cabernet Sauvignon, Cabernet Franc, Petit Verdot, Merlot, Pinot Noir, Sauvignon Blanc, Chardonnay e Ugni Blanc.



Já a pousada dentro da vinícola boutique traz 4 quartos exclusivos, todos com deck e vista para os vinhedos. O restaurante confortável oferece café da manhã, almoço e jantar com pratos regionais harmonizados com os vinhos da Pizzorno em serviço cordial. Ar puro, céu azul, bons vinhos e vinhedos de perder de vista.






Quando aos vinhos foi uma grata surpresa conhecer trabalhos que unem o estilo de produzir de maneira tradicional ligada à criatividade trazendo algo novo e saboroso. Um exemplo disso fica for conta do Pizzorno Tannat Maceración Carbónica 2019. Trata-se de um Tannat que não parece com um Tannat, isso por causa do processo de vinificação em maceração carbônica (as uvas não chegam a ser esmagadas no momento da fermentação). Nos aromas frutas vermelhas frescas. No paladar traz corpo médio boa persistência, afinal de contas estamos falando de uma Tannat, boa acidez, taninos leves, final longo e uma vontade de tomar outra taça – acompanha lindamente uma pizza.



Já o Pizzorno Select Blend Reserva 2016 foi outra boa nova. Com passagem por carvalho francês e americano, o blend é feito com as uvas – Tannat, Cabernet Sauvignon e Malbec. Agradável no nariz traz frutas negras, especiarias, coco e notas defumadas. Bem bom. No paladar é equilibrado na acidez e os taninos são doces e redondos. Longo e saboroso.



Por fim, nos apresentaram o rótulo Primo 2004. Primo significa o primeiro. É um blend das melhores parcelas de Tannat, Cabernet Sauvignon, Merlot e Petit Verdot. Seu estágio em madeira é de 24 meses trazendo elegância, complexidade, potência e equilíbrio. É um vinho para guardar. Um golaço!


 


Já esteve no Uruguai? Já provou seus vinhos? Comente sua experiência.
Esta wine press trip foi um convite da INAVI – Instituto Nacional de Vitivinicultura do Uruguai e pela Uruguay Wine.



Serviço: Pizzorno Family Estates


Tel: +598 2368 9601


[email protected]


Reservas:


Tel: +598 98 940 444


[email protected]


www.pizzornowines.com


Importador no Brasil: Grand Cru – www.grandcru.com.br


Fotos: Site Empratado