Goles Novo Mundo Velho Mundo

Selo 7 Sommeliers: Grupo de especialistas avalia e certifica vinhos para consumidores não se perderem na hora da compra


Postada em 31/03/2013 às 18:25
Por Glaucia Balbachan


Sem erro na escolha!


Em meio a tantos rótulos, tipos de uvas, safras e nacionalidades diferentes fica complicado na hora de escolher e comprar um vinho com segurança. São tantas as ofertas em mercados e empórios, que muitos consumidores ficam completamente perdidos na frente das gôndolas. Com isso, a sommelière internacional Daniella Romano vinha notando essa carência muito grande no mercado. “O brasileiro está se interessando por vinho, mas ele se sente muito inseguro quando entra em uma loja e procura por uma garrafa de vinho - seja para harmonizar ou mesmo pra degustar uma taça e o Selo 7 surgiu daí, para ajudar”, conta a especialista em vinhos.


O Selo 7 sommelires surgiu no final de 2012 e a proposta é de auxiliar e aproximar o vinho do consumidor. Dá-se um selo nos vinhos escolhidos a cada semana para classificá-los tornando o produto acessível permitindo que as pessoas se aventurem a provar os produtos já conhecidos e reconhecidos pelo Selo 7 Sommeliers na hora da escolha. Além disso, é também um canal de comunicação entre produtor e consumidor. “Não é o tempo todo que em lojas as gôndolas de bebida ficam acompanhadas de assistentes conhecedoras dos vinhos - Se o cliente vê uma garrafa com o nosso selo, será uma referência para o cliente não errar”, comenta Daniella.

 

O Selo 7 é um grupo não necessariamente formado por sete especialistas que se reúne para degustar e avaliar vinhos, muitas vezes sommeliers convidados fazem parte da mesa  para  somar opiniões e trazer maior veracidade em conjunto aos  componentes fixos: Daniella Romano, Jô Barros, Gabriela Bigarelli, Sonia Denicol, André Monteiro, Almir dos Anjos, André Logaldi, Daniel Perches, Eugenio Echeverría e Álvaro Cesar Galvão. 

O Grupo é pioneiro nesse trabalho no Brasil, onde se imprime uma marca, uma etiqueta para ser exposta na garrafa analisada. Para cada encontro é estipulado um tema específico na semana, são explorados o maior número de garrafas e uvas possíveis: chardonnay, Cabernet Sauvignon, Pinot Noir, tintos brasileiros e assim vai. Os critérios de escolha dos tipos de vinhos para cada reunião de sommeliers parte do principio de eventos temáticos e um calendário anual do Selo 7, onde o grupo procura manter o foco na degustação e avaliação do que o mercado precisa naquele momento.

 

  

 

Nos almoços semanais são avaliados entre 16 e 20 rótulos diferentes, dependendo do tema. O Selo 7  Sommeliers é completamente independente  - Compra todos os vinhos que serão degustados naquele dia. Não há vínculos com produtores ou importadores, não recebem amostras ou garrafas para serem avaliadas. O que existe são parcerias com os restaurantes, para o restaurante divulgar o Selo e o Selo divulgar o restaurante.

 Na longa mesa compartilhada pelo grupo, garrafas de água, baldes de descarte de vinho e envelopes com formulários impressos são preenchidos para dar a devida reputação a cada vinho servido. A degustação é feita às cegas, todas as garrafas são cobertas por tecido preto para serem reveladas no final do trabalho. Taças rodam para exalar os aromas, considerar cores, texturas, consistências e complexidades são aspectos postos sobre a mesa do Selo 7. 

 

 

 Embora novo em folha, o grupo de experts em vinho, já é notado por seguidores e a repercussão nas mídias sociais é grande. O público alvo das avaliações são as lojas, empórios, produtores, importadores de vinho e o consumidor final que terá o conforto de não errar na hora da compra. Para o degustador iniciante que está ligado no Selo 7, tem novidade por aí, será possível acompanhar os vinhos avaliados com e as harmonizações feitas em aplicativo para celular.  O objetivo principal é aproximar e tornar prazeroso o vinho para as pessoas que não tem muito envolvimento, tornando a compra mais confortável e confiante. “Porque quando se fala de vinho, ainda se menciona termos eruditos e técnicos deixando tudo mais complicado. Nosso trabalho é facilitar e propor confiança em meio a tantos rótulos”, finaliza Daniella Romano.

No dia da cobertura o grupo Selo 7 Sommeliers estava avaliando 20 rótulos de tinto brasileiro. Confira a pontuação: 

 

 

Selo 7 S que será encontrado nos vinhos avaliados nas lojas 

 

 

 

Os vinhos que ganharam 5 taças foram:

 

 - Viapiana  Expressões Pinot Noir 2011 – Produtor: Viapiana

-Viapiana Expressões Marselan 2010 – Produtor: Viapiana

- Quinta do Seival (Cabernet Sauvignon) 2008 – Produtor: Miolo

- Concetus 2007 – Produtor: Pizzato

 

 As garrafas pontuadas com 4 taças foram: 

 

 - Merlot Casa Venturini – Produtor: Casa Venturini

- Villa Lobos Cabernt Sauvignon 2007 – Produtor: Casa Valduga

- Talento (C. Sauv./Merlot/Tannat) 2007 – Produtor: Salton

- Cabernet Sauvignon Casa Venturini – Produtor: Casa Venturini

- Éléphant Rouge 2011 (C. Sauv./Merlot/A. Bouschet) – Produtor: Larentis/Jean Claude Cara

- Red (C. Sauvigno / Melort) – Produtor: Routhier & Darricarrère

- Raízes Cabernet Sauvignon Franc 2010 – Produtor: Casa Valduga

- Merlot Pizzato reserva 2009 – Produtor: Pizzato

- Verve Fausto 2009 Gran Reserve – Produtor: Pizzato

- Fausto Merlot  2010 – Produtor: Pizzato

 

 Com 3 taças o selo certificou:

 

 - Duetto C. Sauvignon/ Merlot 2010 – Produtor: Casa Valduga

- reserva Don Laurindo ( Tannat/Merlot/C. Sauv.) 2006 – Produtor: Don Laurindo

- Fulvia Cabernet Franc 2008 – Produtor: Tormentas Vinhos de autor

- Salton Classic Merlot 2011 – Produtor: Salton

- Província de São Pedro Lote I (C. Sauvignon) - Produtor: Routhier & Darricarrère

 

 

 

 

Serviço pioneiro, sério, independente que descomplica a vida de quem gosta de vinho. 

Serviço: Selo 7 Sommeliers

www.selo7s.com.br


Tel: (11) 99376-6663

Fotos: Empratado