Goles

Família Kunz da Vinícola Petronius recebeu o escritor Erico Veríssimo no Rio Grande do Sul


Postada em 06/10/2013 às 22:11
Por Glaucia Balbachan


A arte imitando a vida!


O Rio Grande do Sul sempre teve um espaço significativo na história brasileira, seja por conta da tradição de seus vinhos até pelas batalhas de território regional, onde atraiu as atenções do escritor renomado Erico Veríssimo.  

 












Emilio Kunz Neto

 

A família imigrante Kunz mencionada na obra literária O tempo e o Vento teve proximidade com Veríssimo, onde até ficava hospedado na região de Gramado na casa de Emílio Kunz, proprietário da vinícola Petronius. 

Hoje na terceira geração dos Kunz - O neto que carrega o mesmo nome retoma o projeto na Petronius Cervejaria & Destilaria em Caxias do Sul e conta que a casa antiga da família ficava aberta para Erico Veríssimo o tempo que quisesse, fazendo-o mais tarde pedir permissão para colocar o nome da família alemã no livro.

 










Emilio Kunz e seus filhos

 

Depois de muitas edições da história, de minisséries e do filme que está em cartaz nos cinemas O Tempo e o Vento reavivou eternizando o nome da família Kunz, onde acontece no ano de 1833 em Santa Fé.  A saga de Capitão Rodrigo entre outros protagonistas traz o romance com Helga Kunz na pele da personagem feminina como um símbolo de autonomia e poder. 

A retomada da obra no cinema acontece no mês em que a Cervejaria & Destilaria da família alemã volta em funcionamento. O roteiro é assinado por Leticia Wierzchowski e Tabajara Ruas, com direção de Jayme Monjardim. A estreia acontece em data emblemática – no dia 20 de setembro, data que marca o início da Revolução Farroupilha. “Estamos retomando a nossa história secular no setor de bebidas e o registro no livro O Tempo e o Vento demonstra a nossa ligação com a formação cultural do Rio Grande”, finaliza Emilio Kunz Neto. 

 

 

Fotos: Divulgação