Goles

O Qualimpor Wine Day trouxe boas surpresas entre seus rótulos lusitanos


Postada em 29/05/2016 às 19:57
Por Glaucia Balbachan


O melhor de Portugal



O cenário dessa vez mudou. O evento da Qualimpor dos vinhos com as marcas mais importantes de Portugal, aconteceu no Hotel Meliá no Jardim Europa/SP.
A feira contou com os produtores Quinta do Crasto, Quinta dos Murças, dos Cavas Freixenet, dos Porto da Taylor’s, da Herdade do Esporão e dos orgânicos brancos da Quinta do Ameal que roubou a cena como protagonista no evento. Azeites e queijos fizeram parte da tarde especial de tasting.


Entre os grandes nomes da viticultura portuguesa do portfólio, as novidades foram os clássicos vintages da Taylor’s em especial o 40 anos e o Single Harvest 1966 – joias engarrafas. O Xisto Roquette & Cazes Douro – estava ainda melhor que do ano anterior. Muita fruta preta como amora e mirtilo, o aroma era de notas florais de violeta. – irresistível.


Entre as borbulhas hispânicas, a marca Freixenet surpreendeu com os Cavas Elyssia Grand Cuvée e o Segura Viudas reserva Heredad. Ambos espumantes delicados e com personalidade. O Elyssia traz mel e fruta madura como pera e no paladar notas de panificação. As perlages são finas e rápidas. O final é longo e feliz – R$ 195,00. Já o Segura Viudas foi uma boa surpresa, que surpreendeu desde a embalagem até suas doces perlages na taça. Os aromas ganham aromas florais e mel. A acidez é deliciosa e te faz querer tomar mais uma taça – R$ 268,00.


Presenças importantes que abrilhantaram o wine Day foram o produtor do Crasto, Tomás Roquette, o enólogo do Esporão, David Baverstock, o diretor da Taylor’s Fernando Seixas, a embaixadora da Freixenet Miriam Moreno e o produtor da Quinta do Ameal – Pedro Araújo, que pudemos falar um pouco sobre os três brancos orgânicos todos vinificados com a casta Loureiro. Pedro conta que o trabalho é maior, mas acaba compensando pela qualidade final que o vinho obtém. “Uma das características que se melhor sente em um vinho orgânico são os aromas vivos”.



De fato os aromas dos três rótulos da Quinta do Ameal são bastante presentes. A acidez e frescor da Quinta do Ameal – Loureiro é equilibrada, há notas florais e muita fruta cítrica e maçã (R$117,00). Já o Solo é macio no paladar, traz frutas frescas, corpo médio, frescor e boa persistência final (R$175,00). O Escolha foi a “cereja do bolo”. Mas complexo por passar em madeira e por bâtonnage durante um semestre, traz aromas de baunilha, casca de laranja, tangerina e nota floral de flor de laranjeira. É um vinho delicioso e marcante no final (R$224,00). Tem que provar!



Serviço: Qualimpor wine Day
Qualimpor – importação e exportação
Rua Antonio Chagas, 529 – Chacara Santo Antonio/SP
Tel: (11) 5181-4492 / 0800 702 44 92
[email protected]


www.qualimpor.com.br