Agenda

É dada a largada à 7ª edição do Malbec World Day 2017 em São Paulo


Postada em 10/04/2017 às 18:38
Por Glaucia Balbachan



A cada malbec World Day é sempre uma surpresa boa vinda do conjunto WofA, corporação Vitivinícola Argentina e Ministério das Relações Exteriores e Culto da República Argentina.


Sim, a uva icônica malbec é o coração da Argentina. O responsável a trazer a cepa francesa para a Argentina foi o francês Michel Aimé Pouget (1821-1875), que contratado por Domingo Faustino Sarmiento veio para projetos e melhorias do cultivo de novas variedades de uva. A malbec se adaptou incrivelmente bem no pais por conta do terroir e geografia. Com o sucesso e prestigio da variedade e com o apoio do Governo de Mendoza foi aprovado o projeto perante à Assembleia legislativa, onde a data oficial de 17 de abril de 1853 tornou o dia mundial da Malbec.



Com o objetivo de aproximar o vinho argentino feito da uva Malbec, São Paulo inicia as comemorações que darão inicio no dia 7 até 30 de abril. No total serão 12 restaurantes com trinta e uma unidades na cidade. Restaurante farão pratos para harmonizar com o vinho que será servido em garrafa ou taça a preços atraentes. Serão malbec de diversos estilos desde o mais simples ao mais complexo.


Os restaurantes participantes do malbec World Day são: Barbacoa, Bráz Pizzaria, Charlô Bistrô, Corrientes 348, Ca’d’ Oro, Maremonti, NB Steak, Pobre Juan, Pomodori, Rubaiyat, Vinheria Percussi e Zucco.


A abertura do evento aconteceu dia 7 de abril em um almoço especial com a presença do Cônsul Geral da República Argentina Luis A. Castillo na companhia da Wines of Argentina e imprensa. O local escolhido foi um dos restaurantes participantes - Pobre Juan. Na ocasião foram degustados quatro rótulos de malbec distintos e saborosos.



A primeira amostra veio do produtor Lagarde – reserva malbec 2011. Delicia de vinho. Tem passagem por barrica francesa e americana. No nariz ele apresenta frutas negras em especial amoras, mas por conta do carvalho há chocolate, caramelo e baunilha - uma delicia para tomar como aperitivo. Ótima opção na hora da escolha o malbec – sem erro.


O segundo rótulo foi da Vinícola Catena – um DV Catena malbec 2012. Já é um produtor conhecido e querido por quem já toma vinho argentino. Foi o nosso favorito da degustação. É um malbec com alta intensidade aromática. É um vinho vibrante e exibe muita fruta, especiarias, chocolate, caramelo, baunilha, notas tostadas, enfim tem bastante complexidade nos aromas. No paladar os taninos estão aveludados, o vinho em boca é elegante, frutado e com final longo e persistente. Uma segunda taça é inevitável.


Seguimos no terceiro malbec do produtor Salentein. O Numina malbec 2013. Trata-se de um vinho com muito mirtilo no aroma e nota especiadas de anis estrelado. É refinado na boca com taninos trabalhados, leve dulçor e fim destacado.


O ultimo malbec do tasting foi do Rutini Wines do Valle do Uco – Mendoza. Com safra de 2014 o vinho traz frutas negras como amoras e ameixas e nota floral de violeta. É fresco com boa acidez e equilíbrio. O Rutini malbec 2014 ganhou pontuação significativa pela wine Spectator, Descorchados e Robert Parker.


 


Serviço: malbec World Day 2017/ SP
Acontece de 7 a 30 de abril em São Paulo
www.winesofargentina.org/pt


Fotos: Divulgação