Goles

Francisca Van Zeller: Herdeira e enóloga toma frente da Quinta Vale D. Maria no Douro


Postada em 06/06/2018 às 17:28
Por Glaucia Balbachan



Falar do Douro é falar de história, de tradição, de uma rica gama de bons vinhos, de ser patrimônio da humanidade e falar de uma das paisagens mais lindas do mundo. E falar da Quinta do Vale D. Maria é quase o mesmo. Trata-se de uma história de mais de 250 anos em produção de vinhos. Com 44 tipos diferentes de uvas em 45 hectares plantados.


Francisca Van Zeller é a 15ª geração atuante na Quinta. Que nos conta , que quando completou 18 anos ganhou uma vinha com seu nome e que futuramente seria um chamado para, que ela levasse a diante com o trabalho de seu pai. Então, Francisca estudou história em Londres e em seguida jornalismo, e os vinhedos de sua família a chamaram para a vinícola tempos depois. Tendo feito o curso de enologia, Francisca assumiu a Quinta e hoje está fortemente ligada ao marketing, comunicação e desenvolvimento de produto.


Em entrevista breve falamos com a enóloga e proprietária da Quinta Vale D. Maria - Francisca Van Zeller sobre seus vinhos.



Empratado: Qual é a característica mais importante dos vinhos da Quinta Vale D. Maria?


Francisca Van Zeller: Acredito que as características mais importantes sejam o frescor e frutas. Isso é uma característica também muito marcante do Douro. São vinhos de terroir. O trabalho é feito todo manualmente e fazemos a pisa. Elaboramos os vinhos de maneira bem artesanal e a ideia é seguir dessa forma.


Empratado: O que é vinho para você?


Francisca Van Zeller: Faz parte da minha vida. É um produto de convívio que traz prazer entre as pessoas. É uma maneira de estar perto da natureza e da família.


Empratado: Planos futuros? E como é ter vinhas com o seu nome?


Francisca Van Zeller: Planos futuros? Agora é seguir a diante de maneira tradicional e honrar todo esse percurso familiar. Não gosto de dizer que o Douro está na moda, por que a moda é algo passageiro, mas a região está em grande desenvolvimento em relação ao turismo e enoturismo, além da gastronomia, história e memória de sabores. Estamos abrindo a vinícola para as pessoas para mantê-las próximas do nosso trabalho. E ter uma vinha no meu nome é um presente divino e muito especial. Sou grata.



Em degustação imponente começamos com o fresco a agradável Aveleda Alvarinho. As marcas Aveleda e Quinta Vale D. Maria desde sempre tiveram ligação, porém agora a aliança ganhou força.


É um vinho simples e perfeito. Para todas as ocasiões e paladares. Com 100% Alvarinho, o vinho branco traz nos aromas frutas tropicais como: maracujá, pera, abacaxi, frutas cítricas e notas florais. No paladar é fácil de beber, traz acidez deliciosa, elegância e persistência de fruta na boca. Preço médio: R$93,90.


Em seguida fomos apresentados ao Rufo Tinto Douro DOC. O nome é bom e o vinho também. É um blend de Touriga Nacional com Touriga franca de videiras entre de 5 e 35 anos. Os aromas guardam frutas vermelhas, violetas, frescor e imponência. Na boca traz equilíbrio, estrutura, taninos macios e final marcante em corpo médio. Preço médio: R$99,90.


O VVV Valley’s Douro DOC foi uma boa surpresa na taça. É um blend de vinhas velhas do Douro. É intenso e poderoso. Contem frutas negras e frutas vermelhas, notas de violeta e notas tostadas. Há cacau e especiarias nos aromas também. Na boca equilíbrio, complexidade, taninos aveludados e maciez. Tem que provar! R$ 312,90.


O vinho que tem o nome da Quinta – Vale D. Maria Douro DOC é outro blend de uvas da região do Douro de vinhedos de 65 anos de vida. São 22 meses de envelhecimento em carvalho francês conferindo frutas maduras, cerejas e ameixas com notas de pimenta negra. Na boca traz a força do Douro. É um vinho encorpado, elegante e potente – perfeito para acompanhar carnes. Preço médio: R$ 605,90.



Por fim nos apresentaram a protagonista do almoço - A Vinha da Francisca Douro DOC. O blend bem fresco traz Tinta Francisca, Touriga Franca, Sousão, Rufete e Touriga Nacional. Foram 22 meses em carvalho francês conferindo aromas minerais, cacau, chocolate amargo e frutas negras maduras. Na boca – corpo médio/encorpado, elegância, frescor, refinamento com equilíbrio e final persistente de fruta. Um super vinho gastronômico! Preço médio: R$894,90.


 



Serviço: Quinta Vale D. Maria


Importadora: Interfood


Rua: CaciqueTibiriça, 320 – São Bernardo do Campo/SP


Tel: (11) 2602-7255
www.interfood.com.br


Imagens: Site Empratado