Pratologia

Empanadas: Uma história para se degustar


Postada em 01/04/2013 às 15:32
Por Glaucia Balbachan



Segundo boa parte dos pesquisadores na área, as empanadas são originárias da antiga Pérsia. Nesse período, os árabes já faziam suas esfihas com carde de carneiro. Séculos adiante, a cultura árabe foi levantada para os novos povos conquistados na Espanha, mas precisamente no sul, na região de Andaluzia. Com o passar do tempo, os andaluzes começaram a fazer modificações no preparo dessas “esfihas” da seguinte maneira:


As douradas e inrresitíveis empanadas

Introduziram manteiga na receita, trocaram o recheio de carne de carneiro por carne bovina, ou até mesmo sobra de algum alimento e mantendo o cominho no recheio, páprica ou algum tipo de pimenta, mudando o formato e o tipo de fechamento da massa. A palavra empanada vem de em pan – algo do pão. Com as colonizações espanholas na América, as empanadas atravessaram o Atlântico e passaram a fazer parte dos hábitos de alimentação dos novos povos. Até hoje, as empanadas são feitas em todas as regiões da Espanha e em vários países da América Latina, em especial a Argentina, Chile, Venezuela e Bolívia, sempre com sua particularidade regional. Mas foi na Argentina que as empanadas encontraram sua maior diversidade.

As "esfihas" espanholas

Cada província argentina inovou bem à sua moda, e sendo assim, lá podemos encontrar empanadas das mais variadas e normalmente levando o nome de sua região como: empanadas tucumanas, rosarianas, cordobanas, salteñas e criollas.

Não importa a região, as empanadas são saborosas, quentinhas e são bem-vindas em todas as ocasiões. Um verdadeiro Regalo!!