Goles

Wines of Uruguay: A casta Tannat ganha potência nas capitais do Brasil em tasting tour especial


Postada em 25/10/2016 às 08:34
Por Glaucia Balbachan


wine wine/img_7276.JPG" alt="" width="530" />


A cada evento feito pela Wines of Uruguay, é um momento importante que destaca cada vez mais a uva mais expressiva do país – a Tannat. Nesta edição quem trouxe suporte ao evento foi o Instituto de Viticultura do Uruguay (INAVI). O Tannat Tasting Tour edição 2016 teve passagem por 4 capitais nacionais, entre elas: RJ, SC, MG e SP.


Os produtores presentes que puderam apresentar seus vinhos este ano foram: Vinã Progresso, Vinã Eden, Alto de La Ballena, Antigua Bodega Stagnari, Ariano, Artesana Winery, Bracco Bosca, Casa Grande Arte y Vinã, Castillo Viejo, El Capricho, Establecimiento Juanicó, Familia Dardanelli, Familia Traversa, Finca Narbona, Garzón, H. Stagnari, Juan Toscanini e Hijos, Marichal, Montes Toscanini, Pisano, Pizzorno Family States e Rodrígues Bidegain.


O Uruguay é o único país que sofre influencias do Oceano Atlântico para com seus vinhedos. Tipos de solo, variedades plantadas, além da Tannat, foram assuntos levantados na Masterclass pelos representantes de algumas vinícolas. Um fato importante foi o aumento das exportações do vinho uruguaio no mundo com o faturamento de 4 milhões de dólares. Por fim, segundo pesquisas com a variedade Tannat, descobriu-se na área da súde, que é das uvas é a que tem mais concentração de polifenóis e oxidantes.


wine wine/img_7279.JPG" alt="" width="530" />


Que a uva Tannat é a casta ícone do Uruguay isso é fato, mas brancos e rosés vem atraindo o público geral também. Um exemplo disso foi o Albariño da vinícola Garzón. É fresco, delicado, com frutas cítricas como (maracujá, limão, casca de laranja e maçã verde nos aromas), tem boa acidez e é agradável na boca. Fácil de beber com o final marcante e longo. Importador: World Wine.


wine wine/img_7282.JPG" alt="" width="530" />


Importado pelo Commar Comercio Internacional, provamos um corte de Tannat, Merlot e Marselan da viña Edén. De cara se sente os tostados, madeira, ameixa e especiarias. Seus taninos são presentes e macios. Persistente tanto no aroma quanto paladar é um vinho saboroso e potente. Vale a investida!


wine wine/img_7285.JPG" alt="" width="530" />wine wine/img_7283.JPG" alt="" width="530" />


A Viña Progresso apresentou um Tannat que impressionou. Com a safra 2011 no nariz é complexo. Café, chocolate, madeira e caramelo no final. As ameixas estão no paladar. Há potencia e elegância na boca do inicio ao fim. Importado por Vinci.


wine wine/img_7281.JPG" alt="" width="530" />


Já o Tannat do produtor Montes Toscanini, é completamente diferente – é frutadíssimo. Tinto equilibrado trás frutas negras, cassis, alta intensidade aromática, taninos macios e fim persistente. Quem traz para o Brasil são: Casa Flora / Porto a Porto. Vale a experiência.


wine wine/img_7286.JPG" alt="" width="530" />


Nossa amostra favorita no tasting foi da Finca Narbona. 100% Tannat da safra 2013, o vinho é uma delicia. Com muita fruta negra, notas de violeta, cassis, sutil madeira e álcool. É um vinho que pede uma carne assada. Na boca é persistente e longo, seus taninos são acentuados e o sabor final ainda mais fruta. Excelente trabalho. Importador: Devinum.


No final tivemos a feliz surpresa de um Tannat de sobremesa. A vinícola Rodríguez Bidegain (ainda sem importador) nos surpreendeu com um vinho licoroso com aromas de chocolate, caramelo, mel, amendoim, amêndoas e nota de geleia de ameixas no final. De subir as sobrancelhas.


Após a super masterclass foi aberta a feira com outros produtores que não só mostraram a uva icônica, mas outras variedades que enriqueceram o evento uruguaio. Que venha a próxima edição.


Serviço: Wines of Uruguay – Tannat Tasting Tour
INAVI – Instituto Nacional de Viticultura do Uruguay
www.inavi.com.uy