Goles

NOH Bar apresenta carta nova e surpreende com coquetéis autorais e eletrizantes


Postada em 02/07/2013 às 12:28
Por Glaucia Balbachan


O melhor da gastroarte da mixologia em SP


Trata-se de um bar elegante, onde por trás do balcão de preparo, funciona como um laboratório onde, as fusões entre a ciência das misturas (mixologia) se une a boa matéria-prima com técnicas que vem se incorporado no vocabulário dos clientes como: carbonatação, defumação e técnica a vácuo. Resultado: Coquetéis de qualidade superlativa que aguçam a visão, olfato e paladar. 

 










 O Coquetél mastigável - Mojito NOH 

 

Com um pouco mais de um ano e meio de existência, o bar de coquetéis de vanguarda, já vem sendo notado por novos clientes e pelos habitués, principalmente por conta da nova e atraente carta de doses singulares. Grande, a casa se divide em espaços distintos, em dois andares – Sendo o piso inferior, o superior e o charmoso mezanino, que é possível reservar para festas fechadas.

Por trás de todo esse trabalho de mixologia e coquetelaria molecular, existe uma equipe séria que vive em processo de criação. Com 15 anos entre coqueteleiras e livros importados sobre o assunto, Pablo Moya conta que sempre trabalhou na indústria internacional da bebida. “Nossa experiência foi por mais de 50 países vivendo competições, congresso, workshops e muito trabalho com drinks. Somos um time de profissionais que dividem idéias, pesquisas e criações e depois de termos outros bares em SP, precisávamos de uma vitrine para mostrar nosso trabalho, logo tivemos a oportunidade de abrir a casa”, conta o expert, embaixador do licor Amarula e sócio do bar -  Pablo Moya.

 










Da nova carta: (esquerda) o charmoso Dolce Amaro e (direita) O eletrizante Raiden

 

NOH – significa: nitrogênio, oxigênio e hidrogênio por causa dos estudos químicos e reações e foi a conseqüência de todo um processo de trabalho, que tiveram a oportunidade dos sócios e amigos: Pablo Moya, Diego Dillon e Sylas Rocha (os três mixólogos também proprietários da Flairbrasil), Liu Fukushima (responsável pela gastronomia da casa) e Eliana Pesenti Nakazora (também proprietária do bar Madelleine), para expor tudo o que sabem de melhor – Coquetéis. “Aqui é possível técnicas que não existem no Brasil e outras que são pouco exploradas nos principais bares de coquetéis”, lembra o mixologista Pablo Moya.

 










(à esquerda) O aveludado Twist Sidecar e (à direita) O equilibrado Last Word

 

A faixa etária que frequenta o NOH Bar é de 25 a 35 anos, que costuma ser um público atraído por novidade e qualidade gastronômica. Como a mixologia e coquetelaria molecular é algo bastante inovador, o cardápio vem com fotos para que o consumidor entenda e absorva a proposta com conforto.

Comandado pelo chefe do bar, Laércio Silva, mais conhecido como Zulu é o responsável pelas degustações de bitter na casa e equilíbrio, sabor e apresentação dos coquetéis. 

Hit do bar desde a inauguração ficam por conta do delicioso e leve  Mojito NOH  - Melancia, Run, hortelã e limão (Utilizando uma técnica única de preparo a vácuo o Mojito é injetado na melancia de modo que a água da fruta é substituída pelo cocktail e a combinação do processo é servida em um copo ao lado) – R$23,00 e o apetitoso Fox Grape. Os drinks do cardápio anterior que não saem de circulação da casa são: La Sicilia - R$ 32,00 e o delicado Apple Fusion – R$23,00.

 










Os Calientes - Amico (à esquerda) e o refrescante Dark Mojito da casa

 

Já os drinks novos que fazem as honras da casa são: Amarula Foam Storm 2, Twist Sidecar, Bloody mary defumado, Amico (na versão Campari e Aperol), Douce Amaro, Last Word e Raiden – que é o mais vendido há um mês na carta.

Cada coquetel tem sua identidade própria e sua personalidade. Mas todos sem exceção apresentam visual impecável, cor, aroma, presença de ineditismo e sabor. Isso inclui pequenos rituais quando algum drink em específico chega à mesa, exemplo disso está no Amarula Foam Storm 2 – Supersaboro é composto de Amarula, Cherry Brandy, Chantilly, redução de aceto balsâmico com chocolate e defumação de canela – R$30,00

O Douce Amaro é elegante na aparência e traz personalidade forte no paladar – R$22,00 – Orancello feito na casa, vermouth, licor de cação e Orange bitter. O inusitado Raiden oferece experiência eletrizante no paladar – É sugerido tomá-lo num shot R$ 6,00 a unidade. 

 










O apetitoso Menu Degustação Amarula

 

Em seguida dois drinks com toque mais retrô aparentam simplicidade no paladar, mas surpreendem em sabores cítricos, são: O charmoso Twist Sidecar a base de Cognac, infusão de cítricos e limão – R$ 35,00 e o Last Word feito de Hendrick´s Gin, Green chartreuse, licor de maraschino e limão – R$32,00. E por fim, deixamos os mais tropicais Amico com tequila, campari ou aperol, grapefruit, limão e xarope de agave – R$28,00 e o colorido Dark Mojito com dark rum, hortelã, limão, água com gás (sugestão da casa é finalizar o cocktail com orange bitter) – R$25,00.

Um ponto forte da casa de coquetéis especiais são os drinks com licor de Amarula, uma boa opção é o menu degustação com Amarula espresso Martini, Toasted  Almonds, Flagship, on the rocks e Amarula coffee – um mais cremoso e delicado que o outro é uma das alternativas para compartilhar na mesa – R$42,00.  

 

Inovador, autoral, de qualidade superlativa, criativos e saborosos. Vale um repeteco!

 

 

 

Serviço: NOH Bar e Restaurante

Rua Bel Cintra, 1709 – jardim Paulista/SP

Tel: (11) 2609-3673


www.facebook.com/nohbar

Fotos: Divulgação