Cardapios

O restaurante Na Cozinha incorpora personalidade marcante à sua gastronomia brasileira folclórica


Postada em 13/04/2013 às 20:47
Por Glaucia Balbachan



A tradução da gastronomia “verde e amarela” no jardins


 

É louvável saber, que em São Paulo chefs de cozinha e cozinheiros cada vez mais buscam explorar os produtos brasileiros, trazendo a cultura regional de cada canto do Brasil. O percurso é longo - São viagens, pesquisas de campo, experimentos, testes com raízes, peixes, carnes, vegetais, frutos e ingredientes recheados de brasilidade. Tudo conduzido cuidadosamente até chegar ao menu. O norte do país é um dos favoritos dos chefs de SP. A busca por novos sabores e diferentes interpretações é um dos objetivos desses profissionais do bem comer.

 










Couvert de pães do Na Cozinha

 

Com o professor de gastronomia e chef de cozinha Carlos Ribeiro, não é diferente. O Paraibano, que já vive em São Paulo há 23 anos - trabalha na pesquisa de ingredientes regionais desde 2006.  “A gastronomia é uma das culturas mais ricas e singulares da nossa terra. Você come aprendendo e aprende comendo”, conta o chef vindo da Paraíba. Depois de ter passado por vários restaurantes, Carlos Ribeiro com alicerce profissional estruturado sentiu-se preparado para ter sua própria casa. O restaurante Na Cozinha vai completar quatro anos no próximo mês de janeiro com sabor e personalidade. “Na época que abri o restaurante outras 33 casas abriram depois de mim – hoje todos os mesmos 33 restaurantes fecharam. Existe uma diferença grande entre ser cozinheiro, chef de cozinha e dono de restaurante. Não é nada fácil – requer muita experiência. A gastronomia virou uma febre, mas a realidade é outra. No início ganha-se pouco se trabalha muito e para chegar lá é preciso muito trabalho. Existe horário para entrar e horário para não sair. No meu caso, eu achei que era o momento de estabelecer um negócio que eu conheço o que é e que hoje é uma fonte de muita pesquisa”, menciona o dono do Na Cozinha.

 










O apetitoso pastel aberto

 

A gastronomia brasileira se incorporou à casa de Ribeiro naturalmente ao idealizar o restaurante diminuto e aconchegante na Haddock Lobo. De fachada discreta, o espaço se divide no salão e na cozinha envidraçada, onde é possível ver a brigada trabalhando. Todos os produtos são feitos na casa e boa parte dos ingredientes são todos vindos do nordeste como o dendê, camarão seco, cachaça, especiarias entre outros. O conceito da casa é de uma cozinha brasileira folclórica. Sem modernismos ou invencionices, mas com uma pegada curiosa. O público que busca a comida do chef Carlos Ribeiro se resume a executivos e moradores do bairro na hora do almoço e estrangeiros no jantar.

 










Penne com mix de cogumelos da casa

 

 Entre o casamento feliz do leite de coco com o coentro ou mergulhos no dendê – o processo de criação de pratos do carismático chef é composto por pesquisa, leitura, experimentos e curso de crítica de arte, no qual tira conhecimento para agregar na sua cozinha. “Trabalho numa cozinha que já existe. Valorizo, aprendo e extraio frutos dela com respeito e paixão”, diz o especialista em gastronomia do Brasil. O menu da casa é enxuto e vai direto ao ponto. Portanto, comece com o apetitoso couvert de pães com foccacia de dendê, pizza crocante, tapioca e broinha de milho com aroma de erva doce.  Pasta de ricota com ervas finas e ameixa com azeitonas acompanham a delícia – R$ 10,60.

 










Nhoque  de batata com galinha de capoeira e quiabo

 

 Em seguida, peça pela entrada mix de bolinho de arroz, croquete de feijoada com carne seca e couve e empada de mandioca com bobó de camarão – é de comer rezando – R$31,60. Outra dica de entrada tentadora é o crocante e agridoce pastel aberto - pernil desfiado, pimentões coloridos e requeijão– R$ 25,50. Dois dos pratos principais escolhidos saem da proposta do restaurante, mas são as paixões do chef; entre eles estão o Penne com mix de cogumelos com aroma de trufas – Prato perfumado apresentou-se harmônico com a presença delicada do shoyo na composição R$ 40,20.

 










Suculento Cupim de panela com mandioca e quibebe

 

Depois nos veio à mesa o Nhoque de batata com molho de galinha de capoeira e quiabo. O nhoque desmancha na boca, quiabo ao dente e presença do coentro – tempero no ponto! R$ 39,90. Por fim, finalizamos com o Cupim de panela com mandioca frita e quibebe (purê de abóbora). Carne suculenta de textura macia fez fusão saborosa com o purê sutilmente adocicado em conjunto da mandioca crocante R$ 45,80. 

 

A partir do dia 19/10 a 30/10 a casa de Carlos Ribeiro apresenta o menu  Lendas Brasileiras – O Guaraná.  Depois de uma série de pesquisas desenvolvidas em suas viagens e vivências pelo Brasil, o primeiro tema é o Guaraná, que será seguida de outras como a Mandioca, o Açaí, o Pirarucu, a Cabeça de Cuia do Piauí e por aí vai... Uma pequena amostra do cardápio fica por conta dos mini croquetes de pirarucu ou Aracú – R$ 23,90, ou como principal Arroz de chicória da Amazônia com peixe Jaraqui e Aracú – R$ 41,20 ou de sobremesa doce de banana com calda de Abacaba ou pudim de Araçá de boi – R$ 16,30.

Gastronomia superlativa, pratos com brasilidade, acolhida calorosa e presença de sabor. Vale a visita!

 

Serviço: Na Cozinha

Rua Haddock Lobo, 955 – Jardins/SP

Tel: (11) 3063-5377

www.nacozinharestaurante.com.br

 

Fotos: Márcio Palermo – www.marciopalermo.com.br