Viagens Novo Mundo Goles

Especial Uruguai: O tesouro da BraccoBosca


Postada em 23/06/2020 às 16:40
Por Glaucia Balbachan


Costuma-se dizer que se você não conhece a Fabiana Bracco, então você não conhece o Uruguai. Fabiana é gerente de exportação da Bodega Narbona e segue com maestria a produção de vinhos em sua própria vinícola na região de Atlántida, em Canelones.

A BraccoBosca foi fundada em 2005, mas suas vinhas pertencem à família há cinco gerações. Do Piemonte na Itália, a família mudou-se para o Uruguai para dar continuação à tradição de fazer vinhos.

Toda vinícola tem uma boa história e a BraccoBosca não seria diferente. A linha de vinhos intitulada Ombú é uma homenagem plantada dentro da propriedade da família. Trata-se de uma árvore nativa encontrada no Uruguai e Argentina. O nome original é Umbú (que vem da língua pampa), que significa sombra, é daquelas árvores que abrigam as pessoas do sol. E a lenda antiga dizia que era de costume guardar riquezas dentro de uma árvore de Ombú.

O Ombú se tornou um símbolo de proteção, força e cuidado em cada safra em seus 24 hectares de uvas plantadas. As variedades plantadas são: Moscatel de Hamburgo, Ugni Blanc, Sauvignon Blanc, Tannat, Petiti Verdot, Merlot e Cabernet Franc.

Os principais mercados são: Brasil, Inglaterra e Alemanha. Para a vinificação, a marca conta com tecnologia com a menos intervenção possível, pensando no equilíbrio do meio ambiente e a sustentabilidade local. ( Foto acima: Fabiana Bracco)

A vinícola é adorável e recebe turistas para conhecer o espaço que segundo Fabiana a ideia é de construir instalações para uma pousada com algumas cabanas com vista para os vinhedos. A vinícola traz degustações e promete uma tarde agradável no espaço aberto com muito verde. Pra reservas acesse: ([email protected]).

Quanto aos vinhos de uma forma geral, são fáceis de gostar e fáceis de beber, são descomplicados e redondos – sem erro! Aqui destacamos 4 rótulos que são uma grata surpresa ao paladar.

BraccoBosca Ombú Moscatel 2018

É um vinho com toque de mestre. Nunca ligaram muito para a variedade Moscatel, mas nas mãos de Fabiana, o vinho é outro. Nos aromas típicos: evidente dulçor, notas florais e frutas tropicais, mas no paladar aí sim, a boa surpresa. É seco, com notas cítricas, acidez gostosa e delicadeza no final. Impressionantemente bom.

BraccoBosca Gran Ombú Cabernet Franc safra 2018

100% Cabernet Franc com passagem de nove meses em carvalho francês novo, é um vinho fresco e complexo. Os aromas nos reservam frutas vermelhas, frescor, violeta e especiaria como pimenta preta. No paladar tem corpo médio, acidez equilibrada, taninos macios e final de fruta na boca. Muito bom! Nosso favorito.

BraccoBosca Gran Merlot (Lançamento)

Estagia dois meses no carvalho. É macio, muito macio. Nos aromas é extremamente frutado com cerejas e framboesas nas notas. No paladar é equilibrado e elegante. Acidez e taninos se combinar no equilíbrio e final persistente e suave.

BraccoBosca Gran Ombú #13

Trata-se de um blend de Cabernet Franc, Merlot e Petit Verdot. É fresco, com alta intensidade de aromas de frutas vermelhas e negras, frescor e complexidade. No paladar estrutura, volume em boca, taninos macios, acidez vibrante e final longo e sedoso. Show!

 

Serviço: Vinícola BraccoBosca

Contato: Fabiana Bracco – Diretora ([email protected])

www.braccobosca.com

Importadora no Brasil: Cantu

Fotos: Site Empratado

Já esteve no Uruguai? Já provou seus vinhos? Comente sua experiência. Esta wine press trip foi um convite da INAVI – Instituto Nacional de Vitivinicultura do Uruguai e pela Uruguay Wine.