Goles Velho Mundo

O Italiano Allegrini apresenta sua nova safra de qualidade superlativa em vinhos


Postada em 31/03/2013 às 02:17
Por Glaucia Balbachan


 O Protagonista do velho mundo traz uma Itália singular em suas uvas!


Conhecido e reconhecido por especialistas na área de uvas e vinhos, o produtor Allegrini apresenta seis garrafas perfeitas para o período do verão e festas de final de ano. Em degustação, a Grand Gru traz outro “achado”, só que dessa vez do país da bota. Na presença da sommelière do grupo Allegrini – Gloria Mainella foi possível conhecer as novas safras do produtor italiano, que ganhou divisões, onde hoje se incorpora a Allegrini, Corte Giara, Poggio AL Tesoro, Villa de La Torre e San Polo. Como cada uma se localiza em um ponto diferente da Itália, seus vinhos trazem surpresas incomuns em suas características - peculiaridade, elegância e sabor persistente são uma delas.O primeiro a ser colocado na taça foi o branco – Corte Giara IGT Veronese Pinot Grigio (2011) – Com 100% Pinot Grigio, o vinho tem cor amarelo claro, fresco na boca e aromático com nota de fruta. Adequado para um fim de tarde de verão. Valor: R$ 44,00 (Teor alcoólico 12,2%). Em seguida, outro branco cheio de identidade, o Poggio AL Tesoro Dolosole 2011 – “Do solo ao sol”, tem 100% de uva Vermentino. uva elegante, quase cristalino na cor é frutado, levinho com sabor cítrico no final. O buquet é intenso com nota madura e um corpo quase de um Chardonnay – redondo. R$ 89,00 (Teor alcoólico 13,75%). 


 

Depois nos foi apresentado o primeiro tinto – Allegrini Valpolicella DOC 2011 – Composto pela fusão de 60% Corvina Veronese, 35% Rondinella e 5% Molinara. O vinho dessa safra tem perfume de cereja e pimentas. É um vinho gastronômico com corpo leve – vai bem com pizza. É um bom tinto de verão. R$ 66,00 –(Teor alcoólico 13%). O segundo tinto a ser exposto foi o Allegrini La Grola 2008 – Contêm: 70% Corvina Veronese, 15% Rondinella, 10% Syrah e 5% Sangiovese. Na boca tem equilíbrio na acidez e no tanino – final intenso. Aroma de especiarias fica por conta da uva Syrah. R$ 145,00 (Teor Alcoólico 13,5%). O terceiro tinto chamou atenção por sua elegância e sabor. – Poggio AL Tesoro Mediterra Toscana IGT Corte 2008. Com altas pontuações por experts, esse vinho é um blend de 40% Syrah – responsável pelo aroma intenso, 30% de Merlot – responsável pela nota de fruta e 30% de Cabernet Sauvignon, onde apresenta o corpo do vinho majestoso e potente. Delicioso, vai bem com corte de carne alta. R$98,00 – (Teor alcoólico 14%). E como deixamos sempre o melhor para o final – o terceiro e último tinto da degustação foi o imponente e complexo  San Polo Brunello de Montalcino 2005 – vinho peculiar de corpo equilibrado e nota de frutas e especiarias – acidez elevada – Boa dica de presente de natal! R$ 250,00 – (Teor alcoólico 13,5%).

Para pessoas que estão um pouco perdidas em relação à referência de vinhos italianos tradicionais, que representam seriedade na matéria-prima e no produto final, a marca Allegrini não tem erro. 

 

 

 

 

Serviço: Grand Cru Importadora

Rua Bela Cintra, 1799 – Jardins/SP

Tel: (11) 3062-6388

www.grandcru.com.br

Fotos: Divulgação