20/08/2017 às 15:53

Rolha de cortiça: Um clássico que não vai morrer


O parceiro mais antigo das garrafas de vinho

Há quem diga que a rolha de cortiça está com os dias contados e que outras formas de vedar o vinho vai ganhar seu momento sublime no mercado do vinho. Mesmo? Um dos produtos mais antigos e naturais – a cortiça vem acompanhando a história de diversas formas em diferentes países.

Há 4 mil anos no Egito já se notava a presença da cortiça na vedação de ânforas, com isso, povoados da antiguidade utilizavam a cortiça e percebiam sua versatilidade, onde gregos usavam a matéria-prima como calçado além, de utensílios de pesca. Outro exemplo marcante sobre a rolha da cortiça foi a do monge beneditino francês, Dom Pérignon, que segundo historiadores é o inventor a rolha para o Champagne – no período de 1720. Há dados que a cortiça vinha da região Ibérica.

Dizer que a rolha de cortiça vai acabar é como alguém dizer que o ballet russo vai acabar ou que o fado português vai deixará de ser cantado. Trata-se de cultura clássica, que dificilmente vai deixar de existir. Com o passar das gerações outros estilos de dança surgirão e outros tipos diferentes de variação de musica vão ser cantados, isso faz parte da evolução. Com a rolha da cortiça não seria diferente – o mercado atual apresenta diversas formas de vedar vinhos.

Quem visita um montado de sombros português, se impressiona com a beleza natural, com o cuidado e respeito na extração das placas de cortiça, que pelas mãos da dupla de profissionais parece ser tão fácil (que, quase se solta sozinha), como aparece no nosso vídeo no Instagram @empratado.

Há muitos vinhos no mundo e um para cada uma variação de vedação apropriada. Improvável mesmo é ter produtores de Champagne ou mesmos de grandes Bordeaux ou Borgonha deixarem a clássica rolha de cortiça para proteger seus vinhos.

É não é só isso, há milhões de euros investidos em tecnologia para que a rolha seja perfeita para se unir às garrafas de vinho. É uma das fusões mais antigas, o vinho, garrafa e rolha de cortiça. E então? Acha que o fado português vai morrer? Nem a rolha de cortiça. O clássico não morre.

 

Serviço: APCOR - Associação Portuguesa de Cortiça

www.apcor.pt

www.realcork.org

Fotos: Site Empratado

 

 



O Empratado é uma página de jornalismo enogastronômico, que dá dicas semanais sobre o que acontece no mundo gourmet dentro e fora do Brasil. São sempre novidades fresquinhas sobre produtos, restaurantes, bares, novos pratos, pratos clássicos, entrevistas, presença de personalidades envolvidas com a arte do bem comer, receitas, histórias, vinhos, cervejas e matérias sobre os pequenos "achados" saborosos da baixa e alta gastronomia.
O site Empratado é independente e todos os estabelecimentos pautados pela página são isentos de qualquer tipo de pagamento que possam induzir opiniões nos textos ou resenhas de avaliação.
Você também pode nos acompanhar nas redes sociais.

O site Empratado é independente e todos os estabelecimentos pautados pela página são isentos de qualquer tipo de pagamento que possam induzir opiniões nos textos ou resenhas de avaliação.
Você também pode nos acompanhar nas redes sociais.

Empratado 2016 | Todos os direitos são reservados. Desenvolvimento: Leo Lima Tecnologia | Arte e Design Concept: Stone Studio.